REFÚGIO

CIA. ARTESÃOS DO CORPO (São Paulo – SP)

A performance/intervenção “REFÚGIO – ou como fixar raízes no concreto” surge da questão: Como lidar com o conceito de enraizamento num contexto onde o corpo é obrigado a deslocar frequentemente suas raízes?

Nossa intenção é dar voz, corpo e peso à histórias diversas e experiências compartidas na cidade de São Paulo, dando uma nova dimensão à ideia de lar, pois seja por necessidade, imposição ou escolha os “estrangeiros” se apresentam como protagonistas na construção de novas possibilidades de enraizamento e são eles que criam e nutrem ramificações afetivas capazes de desenhar novos territórios individuais e coletivos.

FICHA TÉCNICA:

direção: mirtes calheiros
intérpretes: dawn fleming, ederson lopes , elder sereni, fany froberville, gisele ross, leandro antonio, maira yuri, mirtes calheiros e rodrigo caffer
objetos cenográficos (sapatos-tijolos): ederson lopes
trilha sonora: diogo soares
sonoplastia: marcelo catelan
vozes/depoimentos: misaki niwa (japão) , giovanni pirelli (itália), hervé huet de froberville (frança), yazan albe (síria), kathleen kunath (alemanha), dawn fleming (inglaterra – irlanda – canadá), josé miguel zandamela mulima (moçambique), daniel gamarra astegui (uruguai), ynes chiang (taiwan)

duração: 30 min.

foto: Fábio Pazzini