OXIMORO II

CILÔ LACAVA (São Paulo)

Uma andarilha (como outras, nos caminhos do mundo), percorre kilometros e décadas. Atravessa e é atravessada por pensamentos, sentimentos, conhecimentos, alegrias, acontecimentos, palavras, olhares, violências, silêncios.  Coragem e medo. Tanta coisa. Distraída, pediu ajuda ao lobo.

Encontra e perde parceiros nos caminhos, pela estrada afora.

Hóspedes da Terra, destruímos, envenenamos, incendiamos o Planeta que nos abriga. Ignoramos as conexões vitais entre todas as espécies, o lugar onde existimos, a mão de obra exigente  do cuidar de nós mesmos. Do cuidado do Outro que somos. Não existe ensaio. A extinção é para sempre. Tudo é pra valer.

FICHA TÉCNICA:

Concepção, figurino e performance: Cilô Lacava.

Adereços: das Etnias Paresi ou Irantxe, Xavante (Mato Grosso), Tikuna e Kuripako (Amazonas).   

Foto – Sergio Dazzi.

Produção: Tarcísio Tatit Sapienza.

Musica: Gavin Bryars.

Agradecimentos: Helena Shizue Yamanaka; Greenpeace Brasil; Caio Paganotti;

Holding Artístico: Gícia Amorim e Estúdio dos Lagos/Joaquim Abreu

Duração:  30 minutos

Fotos: Sérgio Dazzi